Conheça-dicas-para-entender-o-que-é-intenção-de-buscas-em-SEO-1524x1435 Conheça dicas para entender o que é intenção de buscas em SEO

Os mecanismos de pesquisa estão ficando cada vez mais sofisticados e, por isso, ter um entendimento sólido sobre a intenção de busca dos usuários é uma base muito importante para qualquer  estratégia bem sucedida para SEO (Search Engine Optmization).

Isso porque o Google produz mudanças constantes no algoritmo, baseados em diversos aspectos, mas entre eles, a forma como pesquisamos, se por voz ou por mobile teclando de forma convencional ou até pela evolução do comportamento do usuário diante de suas necessidades, sempre com o objetivo de entregar ao usuário um resultado na SERP que seja compatível com a intenção de busca de cada um.

Um ponto importante na intenção de busca é entender que o marketing digital é sempre feito para pessoas, e essa pessoa sempre tem uma determinada intenção ao fazer suas pesquisas em redes sociais, Google ou Youtube.

Vamos conhecer uma forma de melhorar a investigação sobre essas intenções?

Tipos de intenção do usuário: categorias para reconhecer

Segundo a ferramenta de busca de palavras-chave, o Sem Rush, a Search Intent ou Keyword Intent, na nossa tradução “intenção de busca”, nada mais que é a capacidade adquirida pelo buscador — no caso do Google, os algoritmos Hummingbird e RankBrain– de interpretar de acordo com o objetivo final do usuário e não apenas literalmente pelas palavras-chave.

Além disso, quando um profissional de marketing faz pesquisa de palavras-chaves para um determinado conteúdo, não pode usar apenas o volume como uma estratégia para atingir melhores resultados. É preciso aprender a ler nas entrelinhas.

A mesma palavra pode representam intenções diferentes e levar a resultados totalmente opostos. E embora a ciência de conhecer a intenção do usuário seja um tanto desafiadora e complexa, tentar compreender a intenção dele vai direcionar de forma mais efetiva os seus esforços na estratégia SEO.

Se o Google já faz uma interpretação da intenção de busca, o analista de SEO também precisa saber isso. Por exemplo, se alguém pesquisa “Jaguar”, tem duas opções de respostas: o animal selvagem ou um carro turbinado.

Se essa pessoa já tem um histórico de buscar informações sobre aventuras, vida selvagem e etc, as respostas em torno do animal selvagem farão muito mais sentido.

E é fato que todas as ações que uma pessoa toma ao clicar em uma busca no Google, no Youtube ou até mesmo ao mostrar interesse por um anúncio tem uma intenção por trás. É preciso entender qual é.

Para dar um pulo de gato, duas perguntas devem ser respondidas quando você pensar em  intenção de busca : o seu site ou página vai estar lá? O que esses rankings vão realizar para a sua estratégia?

Essas perguntas vão nos forçar a analisar o comportamento do público, antes de segmentar as palavras-chaves e temas que serão sugeridos na estratégia de SEO.

Categorias da intenção de busca

Essas intenções podem ser divididas em categorias e se referem à explicação do que o usuário quer alcançar ao realizar uma determinada consulta em um mecanismo de busca:

Informativo

As consultas mais comuns e de maior volume também é a da categoria informativa,  ou quando as pessoas querem aprender sobre um determinado assunto ou descobrir uma informação nova.

Essas pesquisas também estão na parte superior do funil de marketing, numa fase que pode ser chamada de descoberta, quando ainda há menores chances de conversão para clientes.

Esses usuários querem páginas que respondam às suas perguntas, de forma clara e bem rápida.

Navegação ou atalho

Essa categoria é daqueles usuários que  já sabem qual empresa ou marca estão procurando, normalmente essas buscas envolvem nomes produtos também. Esses usuários estão buscando a navegação para um página específica ou site.

Além de  mostrar páginas iniciais de produtos ou serviços, os resultados dessas pesquisas também podem levar a determinadas notícias de uma marca ou produto.

Transacional e comercial

Essas consultas mais comerciais podem ter dupla intenção: querem buscar informações sobre algum produto ou serviço que pretendam comprar.

Isso quer dizer que, além da intenção transacional, ele busca informações que vão ajudá-lo a tomar uma decisão de compra.

Normalmente é um mix de páginas informativas e de produtos ou  serviços.

Já na intenção transacional plena, o usuário já se informou e quer comprar. Normalmente, os resultados dessas buscas podem apresentar páginas tipicamente comerciais, com produtos e serviços, páginas de assinaturas e preços.

Conheça-dicas-para-entender-o-que-é-intenção-de-buscas-em-SEO2-1524x1016 Conheça dicas para entender o que é intenção de buscas em SEO

Ir além com as secundárias para refinar a intenção

Categorizar palavras-chave e consultas de pesquisa nessas quatro áreas citadas acima vai facilitar o entendimento do que os pesquisadores querem e ajudar na otimização das páginas.

Com essa compreensão mais clara da intenção do usuário, os próprios resultados da pesquisa das palavras-chave vão ajudar a analisar essas intenções, identificar e preencher as lacunas que poderão ser abertas.

E fique feliz com essa constatação: o Google quer mostrar resultados que correspondam à intenção do usuário.

A palavra-chave sozinha não vai refletir essa intenção de busca, mas com a ajuda das palavras secundárias e as correspondências de frase, você vai colocar o seu site ou blog de uma forma mais refinada para ser encontrada por um lead qualificado, oferecendo a ele a informação que ele precisa e quer, no momento certo.

Uma excelente maneira de otimizar para essas intenções é escrever sobre elas, com o objetivo de atingir as intenções de respostas desses usuários.

Para isso, para atingir melhores resultados, a dica é fazer um post principal, bastante completo, sobre o assunto relacionado à palavra-chave, com o maior número de informações que encontrar também nas palavras secundárias, um título bastante chamativo e abrangente, respondendo diversas perguntas para resolver as dúvidas das pessoas sobre aquele tema.

Para melhorar o seu ranqueamento, também é indicado fazer posts específicos que serão subdivisões daquele primeiro tema.

Uma forma de ajudar neste ranking, é aprofundar mais  em alguns tópicos do primeiro conteúdo que foi mais abrangente para a palavra-chave.

Por exemplo, se no post principal foi utilizada a palavra-chave lua de mel, fique atendo nas palavras secundárias “destinos para lua de mel”, “melhores lugares para lua de mel”, “lua de mel na praia”, entre várias outras, elas vão te indicar o caminho da intenção de busca desses usuários. Outros conteúdos de apoio devem ser produzidos já com palavras mais específicas sobre o tema, como “lua de mel na europa”, “lua de mel em Gramado” e assim por diante.

Mas é bom lembrar que pesquisar a intenção do usuário no conteúdo é uma ação que deve envolver muito mais que os posts de blogs, podem ser em anúncios, e-mail marketing, e-books, publicidade, áudio marketing, etc.

Mas não esqueça, faça a si mesmo as perguntas que você coloca em um conteúdo com a pesquisa de palavras-chaves. A sua intenção de busca estará sendo atendida e a do usuário? Mais uma vez voltamos no estudo aprofundado da persona para entender o que ela quer e qual a intenção da sua persona ao fazer determinada pesquisa.

É sempre bom lembrar que os mecanismos de busca estão cada vez sofisticados para medir o nível de correspondência das páginas que melhor respondem às dúvidas dos usuários, por isso, otimizar essas intenções de busca vai aumentar muito a relevância do seu conteúdo para as suas personas.