fbpx
Escolha uma Página

Com as pessoas passando mais tempo em casa, houve o crescimento da procura por cursos EAD.

Porém, em contrapartida ao aumento da demanda, outra coisa que cresceu também foi a oferta dessa modalidade. Por isso, investir no marketing para EAD é ainda mais importante!

Continue acompanhando e entenda tudo sobre o assunto.

Marketing-EAD-GS2-Marketing-Digital Marketing para EAD: confira estratégias para ter cada vez mais alunos

Educação EAD: o que mudou com a pandemia?

Uma das consequências da pandemia foi a mudança no sistema de educação.

É certo que os cursos EAD já existem há muito tempo no Brasil e no mundo, porém com o isolamento social houve um aumento significativo na procura por esse modelo de ensino.

De acordo com a média global registrada desde fevereiro de 2020, as matrículas em cursos online cresceram 425% e houve um aumento de 55% na oferta de cursos criados por instrutores.

Até mesmo as empresas e o governo aderiram aos cursos online, registrando um aumento de 80%. 

E tudo indica que o ensino online chegou para ficar, trazendo mais comodidade para as pessoas que desejam se atualizar em sua área, aprender novos conteúdos ou até mesmo ocupar seu tempo livre. 

Outro ponto importante relacionado ao aumento da procura por cursos EAD é que, por conta da pandemia, muitas pessoas acabaram perdendo seus antigos empregos, precisando se recolocar no mercado de trabalho. 

Um exemplo de uma empresa que cresceu muito foi a Udemy, plataforma EAD, que compartilhou informações sobre o aumento da procura de seus cursos. Os mais procurados foram: 

  • Habilidades de comunicação – 131%
  • Mindset de crescimento – 206%
  • Curso de pilates – 402%
  • Desenho técnico – 920%

Diante de tanta procura, é certo que as ofertas de cursos também cresceram. Mas, então, como se destacar em meio a um mar de concorrentes?

É aqui que entra o marketing digital para EAD!

EAD: marketing digital como o caminho para o sucesso

Se você sabe o que é marketing digital, deve saber também que, sem ele, fica praticamente impossível se destacar e ter visibilidade em meio a tantos concorrentes presentes no digital.

Mas, com as estratégias de marketing corretas e um time de vendas estruturado, o sucesso do EAD é garantido.

Isso porque o segmento educacional, por si, já tem uma grande procura. As pessoas querem se atualizar, ter mais conhecimento e crescer profissionalmente!

Por isso, é preciso se destacar, e nada melhor do que utilizar estratégias de Inbound Marketing para isso.

tirinha-site Marketing para EAD: confira estratégias para ter cada vez mais alunos

Como funciona o Inbound Marketing?

O Inbound Marketing tem o objetivo de atrair potenciais clientes voluntariamente e transformá-los em leads, baseado no relacionamento e educação do consumidor.

As vantagens de utilizar são inúmeras – desde construir uma autoridade para marca,  aumentar a visibilidade do negócio, atrair novos clientes e claro, otimizar o processo de vendas. 

Para isso, é necessário respeitar a jornada do consumidor – funil de vendas – e produzir conteúdos relevantes, mostrando que a sua empresa não deseja apenas vender, mas sim ajudar o cliente e se tornar uma parceira no processo rumo ao conhecimento.

Pode parecer meio confuso no início, por isso vamos te ajudar a entender um pouco melhor o processo do funil de vendas, que é dividido em topo, meio e fundo de funil e as melhores estratégias para utilizá-lo:

Topo do funil 

O topo do funil é a primeira etapa, em que o visitante ainda não sabe que tem uma dor ou problema, ele apenas está procurando mais informação sobre sua área de atuação. 

Aqui, acontecerá o primeiro contato com a marca, sendo a etapa do despertar. 

É a hora de oferecer materiais mais abrangentes dos temas que falam os cursos, como e-books, artigos de blog e postagens nas redes sociais. Os e-books podem ser ofertados em troca de dados do visitante, como nome e e-mail, fazendo com que ele se torne um lead e avance para a próxima etapa do funil. 

A partir do momento que você tem o contato dessa pessoa, será possível enviar outros materiais para que ele avance nas etapas do funil até se tornar um cliente. Tudo isso de forma natural e sempre com o intuito de ajudar esse lead a resolver um problema.

Meio de funil 

No meio do funil o visitante já é um lead e sabe que tem uma “dor”, buscando maneiras de resolvê-la.

A dica é oferecer materiais como pequenas pílulas do curso, com um pouco do conteúdo que ele verá por lá, ou até mesmo a primeira aula do curso, para que ele deixe dados ainda mais valiosos e instigue a vontade de continuar a consumir aquele assunto. Esses dados serão importantes para o time de vendas no futuro, para segmentar seu público e utilizar para automação de marketing, processo que te dá possibilidades de personalização em grande escala.

Vale usar o e-mail marketing para fazer isso, mas nessa etapa também é importante fazer retargeting nas redes sociais. 

Sabe quando você visita um lugar e depois é impactado nas redes sociais por aquela marca? 

Isso mesmo, aqui você precisa continuar sendo lembrado por aquele lead que teve com seus conteúdos na primeira etapa do funil.

Fundo do funil 

No fundo do funil, os leads já estão qualificados e a procura do curso em si! Que tal fazer uma landing page falando mais sobre o curso, dando detalhes sobre conteúdo e currículo dos professores?

E claro, é necessário ter uma equipe de vendas m-u-i-t-o bem estruturada e eficiente, para tirar dúvidas e, claro, vender o produto. 

Ah, e vale lembrar que não necessariamente a pessoa vai começar sempre do topo do funil! 

Muitas já podem ir direto para o fundo, por exemplo, uma vez que já estão procurando por um curso, ou até mesmo direto para o meio do funil, quando já sabem que possuem um “problema” e buscam maneiras de solucioná-lo. 

Nessa etapa é importante que você tenha depoimentos de alunos que já fizeram o curso, informações claras sobre o curso. Vale também ter um FAQ, com as perguntas e respostas mais recorrentes, para tirar dúvidas e objeções que possam surgir.

Em todo esse processo, ter CTAs (call to action), ou seja, aquele botão para o lead efetuar a compra é sempre uma forma rápida de contato com o time de vendas. O que não pode acontecer é o lead percorrer o seu funil e converter no curso do concorrente, por isso, todos os detalhes são importantes.

Case-Grupo-AJ Marketing para EAD: confira estratégias para ter cada vez mais alunos

EAD: marketing e planejamento estratégico devem andar juntos

Para se ter sucesso no marketing digital para EAD, é necessário que o planejamento estratégico ande lado a lado. Por isso, preparamos um passo a passo:

1- Defina seus objetivos

Para se ter sucesso nas estratégias utilizadas, é necessário ter, antes de mais nada, um objetivo bem estabelecido.

Afinal, como você vai conquistar algo, se não sabe nem mesmo o que está buscando?

Isso pode ir desde aumentar o número de clientes em 80%, até mesmo aumentar o reconhecimento de marca. As ideias são muitas!

2- Defina seu público-alvo e sua persona 

Essa etapa é extremamente importante para que a sua marca saiba com quem está falando! Dessa maneira, a produção de conteúdo e a distribuição em canais específicos será muito mais assertiva. 

3- Faça uma análise da sua área de atuação e dos seus concorrentes

Como já dito, com o aumento da procura de cursos, houve o aumento da concorrência também. 

Portanto, é interessante analisar como anda o mercado EAD, o que esperar para os próximos meses e anos e, claro, o que a concorrência anda fazendo que vem dando certo (ou não, para que você não replique em sua empresa!). 

Nem sempre o que o outro faz cabe para a sua empresa, tenha foco e confiança na sua estratégia, pois copiar partes do que o concorrente está fazendo pode não ser o melhor caminho. 

Mas utilizar boas ideias que encaixem na sua estratégia e adaptá-la a sua realidade e persona pode render bons frutos.

4- Defina os canais que serão utilizados e quais conteúdos serão produzidos

Tendo seu público-alvo e sua persona definida, defina quais canais serão utilizados para se comunicar com os visitantes e clientes. 

Com base nisso, também é hora de definir quais conteúdos serão produzidos, de acordo com o que o cliente quer consumir, sempre!

Recomendamos, também nessa etapa, separar alguns cases de sucesso para utilizar e reforçar a sua autoridade na área, como certificações do curso, depoimento de alunos, número de alunos já formados, entre outros.

 5- Tenha um planejamento definido

Ter as ações definidas, com temas, datas de postagens e canais, sempre com um cronograma de datas, é muito importante para que a ideia saia do papel e seja realmente produzida!

6- Acompanhe as métricas

Quer saber se as estratégias definidas estão sendo efetivas?

Então, acompanhe e analise as métricas!

Dessa forma, se algo estiver dando errado ou não estiver sendo executado, você poderá reverter a tempo.

Para começar tenha um Google Analytics instalado no seu site, um Gerenciador de Negócios do Facebook instalado e com pixel bem configurado. 

O Google My Business também é uma excelente ferramenta para quem está começando e para quem já investe em marketing digital, diria até que é imprescindível. Analise periodicamente todas as métricas e faça os ajustes necessários.

7- Conte com uma agência de marketing digital

Sabemos que pode parecer muita coisa e até mesmo assustar a princípio. Por isso, nada melhor que contar com especialistas no assunto para te ajudar a atingir os seus objetivos. 

Ainda não está investindo no marketing digital para o seu EAD? Entre em contato conosco, que iremos te ajudar!