Orçamentos
E-commerce no Brasil cresce 40%: investir em marketing digital nunca foi tão importante

E-commerce no Brasil cresce 40%: investir em marketing digital nunca foi tão importante

A pandemia causada pela Covid-19 já completou um ano no Brasil. Adaptação e resiliência foram fundamentais. 

Porém, se muitos comércios ainda continuam funcionando, mesmo em lockdown, devemos grande parte disso ao marketing digital. A comprovação disso é o Relatório E-commerce no Brasil (abril/2021) publicado pela Conversion, que relata o crescimento de 40% do E-commerce brasileiro. 

Continue lendo e entenda mais sobre o assunto!

Marketing digital: qual a importância no cenário atual?

Nunca se foi tão falado sobre a importância do marketing digital quanto atualmente. 

Já era fato que ele estava em ascensão, porém isso ocorreu de forma mais acelerada com a transformação digital provocada pelo lockdown e os fechamentos do comércio, nesse um ano que se estende a pandemia da Covid-19 no Brasil.

É inegável o fato que o investimento em estratégias de marketing digital foi a salvação de muitos comércios, que precisaram se adaptar e começar e/ou acelerar suas vendas no digital para sobreviver ao novo cenário.

Aliás, uma pesquisa realizada em 2019 pela NZN Intelligence já mostrava que 74% dos consumidores preferem a modalidade online em relação às compras realizadas em lojas físicas. Com a pandemia, muitas vezes não houve outra escolha senão comprar online e o consumidor também precisou se adaptar.

O uso de ferramentas de marketing digital, somadas a estratégias e um planejamento bem elaborado, além da análise de métricas, permitiu o aumento das oportunidades de vendas para as empresas, sendo possível, inclusive, atingir pessoas de outras cidades, o que antes não era tangível para muitos negócios locais.

Não é difícil de acreditar, mas o número de usuários na Internet no mundo já chega hoje aos 4,66 bilhões (relatório produzido pelo We Are Social e Hootsuite de janeiro/2021). Ou seja, as marcas que não garantirem sua presença no online correm um grande risco de serem esquecidas pelos consumidores.

Afinal, faça o teste: quando você tem alguma dúvida, aposto que na maioria das vezes você pesquisa no Google. Isso acontece com produtos e serviços também, portanto é de extrema importância investir em todo potencial que o marketing digital tem a oferecer.

ebook como estruturar a sua empresa para ter sucesso com o marketing digital

Relatório Conversion 2021 comprova a importância do marketing digital

Diante de todo esse cenário, não restam dúvidas sobre o potencial do digital marketing. E os dados não nos deixam mentir!

O relatório divulgado pela Conversion (abril/2021) é a prova viva disso e trouxe fatos bem interessantes.

O estudo analisou o tráfego dos 200 maiores sites do Brasil, com um total de 15 categorias, sendo que para cada uma delas apresentaram o mínimo de 10 sites. 

A pandemia causada pela Covid-19 já completou um ano no Brasil. Adaptação e resiliência foram fundamentais.   Porém, se muitos comércios ainda continuam funcionando, mesmo em lockdown, devemos grande parte disso ao marketing digital. A comprovação disso é o Relatório E-commerce no Brasil (abril/2021) publicado pela Conversion, que relata o crescimento de 40% do E-commerce brasileiro.   Continue lendo e entenda mais sobre o assunto!  Marketing digital: qual a importância no cenário atual?  Nunca se foi tão falado sobre a importância do marketing digital quanto atualmente.   Já era fato que ele estava em ascensão, porém isso ocorreu de forma mais acelerada com a transformação digital provocada pelo lockdown e os fechamentos do comércio, nesse um ano que se estende a pandemia da Covid-19 no Brasil.  É inegável o fato que o investimento em estratégias de marketing digital foi a salvação de muitos comércios, que precisaram se adaptar e começar e/ou acelerar suas vendas no digital para sobreviver ao novo cenário.  Aliás, uma pesquisa realizada em 2019 pela NZN Intelligence já mostrava que 74% dos consumidores preferem a modalidade online em relação às compras realizadas em lojas físicas. Com a pandemia, muitas vezes não houve outra escolha senão comprar online e o consumidor também precisou se adaptar.  O uso de ferramentas de marketing digital, somadas a estratégias e um planejamento bem elaborado, além da análise de métricas, permitiu o aumento das oportunidades de vendas para as empresas, sendo possível, inclusive, atingir pessoas de outras cidades, o que antes não era tangível para muitos negócios locais.  Não é difícil de acreditar, mas o número de usuários na Internet no mundo já chega hoje aos 4,66 bilhões (relatório produzido pelo We Are Social e Hootsuite de janeiro/2021). Ou seja, as marcas que não garantirem sua presença no online correm um grande risco de serem esquecidas pelos consumidores.  Afinal, faça o teste: quando você tem alguma dúvida, aposto que na maioria das vezes você pesquisa no Google. Isso acontece com produtos e serviços também, portanto é de extrema importância investir em todo potencial que o marketing digital tem a oferecer.  Relatório Conversion 2021 comprova a importância do marketing digital  Diante de todo esse cenário, não restam dúvidas sobre o potencial do digital marketing. E os dados não nos deixam mentir!  O relatório divulgado pela Conversion (abril/2021) é a prova viva disso e trouxe fatos bem interessantes.  O estudo analisou o tráfego dos 200 maiores sites do Brasil, com um total de 15 categorias, sendo que para cada uma delas apresentaram o mínimo de 10 sites.      As categorias foram divididas em:  Importados; Pets; Casas e móveis; Farmácia e saúde; Moda e acessórios; Comidas e Bebidas; Varejo; Joia e relógios; Esportes; Educação, livros e papelaria; Infantil; Eletrônicos e eletrodomésticos; Calçados; Cosméticos; Turismo.  O e-commerce nacional, por exemplo, registrou um crescimento de 40% no mês em que se completa um ano de pandemia, somando 20,61 bilhões de acessos nos sites de e-commerce.  Dos 15 setores analisados, 10 tiveram aumento de mais de 30% no YoY (Year over Year - que compara variáveis de um período do ano com o mesmo período no ano anterior).  Alguns exemplos são os Importados (+91,72%), Pet (+88,04%), Casa & Móveis (+86,62%) e Farmácia & Saúde (+65,22%). 

As categorias foram divididas em:

  • Importados;
  • Pets;
  • Casas e móveis;
  • Farmácia e saúde;
  • Moda e acessórios;
  • Comidas e Bebidas;
  • Varejo;
  • Joia e relógios;
  • Esportes;
  • Educação, livros e papelaria;
  • Infantil;
  • Eletrônicos e eletrodomésticos;
  • Calçados;
  • Cosméticos;
  • Turismo.

O e-commerce nacional, por exemplo, registrou um crescimento de 40% no mês em que se completa um ano de pandemia, somando 20,61 bilhões de acessos nos sites de e-commerce.

Dos 15 setores analisados, 10 tiveram aumento de mais de 30% no YoY (Year over Year - que compara variáveis de um período do ano com o mesmo período no ano anterior).

Alguns exemplos são os Importados (+91,72%), Pet (+88,04%), Casa & Móveis (+86,62%) e Farmácia & Saúde (+65,22%). 

Dados do Relatório Conversion 21As categorias foram divididas em:  Importados; Pets; Casas e móveis; Farmácia e saúde; Moda e acessórios; Comidas e Bebidas; Varejo; Joia e relógios; Esportes; Educação, livros e papelaria; Infantil; Eletrônicos e eletrodomésticos; Calçados; Cosméticos; Turismo.  O e-commerce nacional, por exemplo, registrou um crescimento de 40% no mês em que se completa um ano de pandemia, somando 20,61 bilhões de acessos nos sites de e-commerce.  Dos 15 setores analisados, 10 tiveram aumento de mais de 30% no YoY (Year over Year - que compara variáveis de um período do ano com o mesmo período no ano anterior).  Alguns exemplos são os Importados (+91,72%), Pet (+88,04%), Casa & Móveis (+86,62%) e Farmácia & Saúde (+65,22%).      Em um comparativo mensal, 14 setores apresentaram aumento, sendo o único com queda o de turismo, o que já era esperado diante do lockdown e da impossibilidade desse tipo de atividade.   Dos 217 sites analisados, mais de 70% tiveram aumento anual e mensal. No top 50 sites com maior crescimento anual (mar/21 versus março/20), 9 são da categoria Casa & Móveis. Um exemplo é o e-commerce das Casas Bahia, que cresceu 50% no mesmo período.  Setor de comidas e bebidas cresce em 28%  O lockdown de março impulsionou em 28% a compra de comidas e bebidas pela Internet, somando um crescimento de 95,55% desde o início da pandemia.  Essa categoria engloba não só os supermercados, como o Extra e o Pão de Açúcar, como também lojas como a Cacau Show, que cresceu mais de 400% de um mês para o outro, por conta do feriado de páscoa.   O iFood, muito utilizado nesse nicho, levou a liderança, com 42,4% do market share. 

Em um comparativo mensal, 14 setores apresentaram aumento, sendo o único com queda o de turismo, o que já era esperado diante do lockdown e da impossibilidade desse tipo de atividade. 

Dos 217 sites analisados, mais de 70% tiveram aumento anual e mensal. No top 50 sites com maior crescimento anual (mar/21 versus março/20), 9 são da categoria Casa & Móveis. Um exemplo é o e-commerce das Casas Bahia, que cresceu 50% no mesmo período.

Setor de comidas e bebidas cresce em 28%

O lockdown de março impulsionou em 28% a compra de comidas e bebidas pela Internet, somando um crescimento de 95,55% desde o início da pandemia.

Essa categoria engloba não só os supermercados, como o Extra e o Pão de Açúcar, como também lojas como a Cacau Show, que cresceu mais de 400% de um mês para o outro, por conta do feriado de páscoa. 

O iFood, muito utilizado nesse nicho, levou a liderança, com 42,4% do market share. 

Marketing de conteúdo: importância de se investir no assunto

Na pesquisa, a busca orgânica é o segundo canal de tráfego mais importante, sendo responsável por 28,1% de todos os acessos a e-commerces no Brasil em março de 2021.

Farmácia & Saúde foi o setor líder (48%). Em seguida estão Pet (36,8%), Educação, Livros & Papelaria (36,5%) e Eletrônicos & Eletrodomésticos (35,8%).

Já havíamos, inclusive, comentado sobre esse fato com a liberação dos resultados de busca no Google em 2020, divulgado pela Sparktoro em parceria com a SimilarWeb, em que também houve um aumento nos cliques orgânicos.

Outro ponto importante a se ressaltar é que o mobile se mantém em ascensão, sendo responsável, em março de 2021, por 66,5% das visitas totais. 

Portanto, seu conteúdo precisa ser responsivo e garantir uma boa experiência não só no desktop, como também no mobile.

O que deixamos de alerta, mais uma vez, é que a necessidade de se investir no marketing de conteúdo nunca foi tão grande! 

Para isso, também relembramos a importância de se entender o nicho de mercado da sua empresa, seu público-alvo e a sua persona

O uso de estratégias de SEO também é fundamental, uma vez que 45% dos consumidores não clicam além da primeira página de resultados (relatório da Sherlock Communications sobre hábitos dos latino-americanos). 

Então, para o seu conteúdo ser achado, é imprescindível entender a intenção de busca do seu cliente ideal, utilizando a pesquisa de palavras-chave, além de outras técnicas como fazer um título chamativo e utilizar linkagens internas para outros textos em seu site.

E a sua empresa, já está preparada e investindo no marketing digital? 

Precisando de ajuda, conte com a GS2 Marketing Digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por dentro da
@grupos2mktdigital

Receba
novidades

Siga-nos
Parceiro Gold RD Station
Certificado em Inbound Marketing - RD Station
Certificados RD Station

GS2 Marketing Digital +55 (12) 99660-9367

2021- todos os direitos reservados 
menuchevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram