Orçamentos
O que é marketing de conteúdo e por que você precisa fazer

O que é marketing de conteúdo e por que você precisa fazer

Quando você entra no universo do marketing digital um dos termos que vai ouvir muito é marketing de conteúdo.

Mas, afinal, qual a melhor definição de marketing de conteúdo? Entenda mais no texto abaixo:

Mas o que é marketing de conteúdo?

Marketing de conteúdo é um recurso para levar informações ao seu público-alvo, ajudando-o e preparando-o para um processo de compra que vai direcioná-lo até a sua empresa de forma muito mais natural e espontânea do que um simples anúncio.

De que forma? Com a criação e distribuição de conteúdo valioso, relevante e consistente para atrair e reter essa audiência, que poderá e deverá se tornar lucrativa para as empresas.

ebook Como estruturara a sua empresa para ter sucesso no Marketing Digital

Marketing de conteúdo: como isso funciona?

Quando falamos em como fazer marketing digital, que é fazer uso dos canais digitais para atrair novos negócios e criar relacionamentos, vamos ouvir falar também em Inbound Marketing.

E o que é o Inbound Marketing? Trata-se de conjunto de ações para ganhar o interesse do público por meio de conteúdos de qualidade, levando-o através de um funil até o momento da compra . Dentro destas ações, está previsto o marketing de conteúdo.

Essa forma mais natural de chegar ao funil de vendas não é apenas um conceito. As estatísticas comprovam realmente que o marketing de conteúdo é uma maneira de se relacionar com os seus leads e convertê-los em clientes.

As empresas mandam todos os tipos de informações aos futuros clientes como forma de gerar vendas, mas disto tudo, o que é importante? O que vai resolver um problema daquele lead?

Por isso, a estratégia do marketing de conteúdo é criar ofertas e conteúdos ricos para o interesse do seu público-alvo, conteúdos que possam ajudar a resolver o problema daquele lead.

Por que criar esses conteúdos?

Porque é por meio da proximidade e melhoria no relacionamento com seus leads, que eles poderão virar clientes. E essa é a função do marketing de conteúdo.

Atualmente, praticamente todas as pessoas estão na internet, e se não fazem compras on-line, utilizam a internet para obter informações valiosas sobre o que querem adquirir em lojas físicas ou mesmo on-line, ou seja, passam pela rede virtual e 70% do processo de compra já foi feito antes da venda em si. As pessoas pesquisam, querem saber, antes de decidir.

Então, o que fazer no marketing de conteúdo? Primeiro é preciso oferecer algo, como informações sobre assuntos que vão interessar suas personas, que podem ser distribuídos ao criar um blog de sucesso no seu site. Aliás, criar um blog é uma ação primordial para a distribuição desse conteúdo.

Por exemplo, em uma empresa de convites de casamento, no qual os leads são noivas, oferecer mais informações sobre como endereçar convites de casamento, como fazer a lista de convidados, dicas sobre tipos de convites ou até tipos de papel para os envelopes, serão de profundo interesse para essa persona.

Com isso, a fidelização e conversão para cliente daquele lead torna-se bem mais fácil porque gera credibilidade. Também gera relacionamento à medida que oferece conteúdo que pode ajudar esse lead a solucionar seus problemas.

Além de textos em blogs, o marketing de conteúdo também é feito por materiais ricos, que são um meio para obter dados desse potencial cliente, transformando-o em lead e depois refinando as informações para ele e segmentá-lo cada vez mais, a ponto de saber exatamente qual é a sua “dor” e o que a sua empresa pode oferecer para ajudá-lo. Tudo é conteúdo, os posts de redes sociais, vídeos do Youtube e Tiktok, e mails, etc, e eles devem seguir um planejamento para que não sejam peças soltas, sem objetivo, sem estratégia, sem mensuração e como resultado, sem efeito para que as empresas realmente se beneficiem disso.

Leia mais:

O que são conteúdos ou que tipos eles podem ser?

Conteúdo de marketing não são só textos, mas também vídeos interessantes para o seu segmento de público, como um tutorial. Sabe, são aqueles que ensinam a fazer coisas diversas, de maquiagem a pranchas de surfe?

Infográficos, e-books, podcasts, Quiz, pesquisas e enquetes e outras formas de comunicar também são válidas para distribuir o conteúdo, ou seja, a mensagem que você quer passar para o seu público, a sua comunidade. Aliás, o conteúdo é a informação transmitida, o restante são formas que mudam de tempos em tempos.

via GIPHY

Desde a época das cavernas já se transmitia conteúdo, as latas de leite condensado dos anos 80 também utilizavam o conteúdo no seu marketing, a forma era outra, mas o objetivo é o mesmo de hoje em dia. A diferença é que hoje utilizamos os meios digitais.

Uma infinidade de formas de distribuir o conteúdo pode ser utilizada para gerar relacionamento com o lead, cabe um pouco de criatividade e inovação para se diferenciar em uma internet já abarrotada de material. Hoje em dia, o grande diferencial é a qualidade do conteúdo e a criatividade para apresentá-lo de forma diferente.

Como planejar o marketing de conteúdo?

Quando se fala em marketing de conteúdo, o planejamento é extremamente importante e trata-se de uma estratégia. Por isso, essa etapa deve ser bem executada para poder gerar os resultados esperados. 

Veja abaixo algumas etapas para planejar o conteúdo. 

Planejamento em si

A primeira etapa é o planejamento em si. Nesse primeiro momento, é preciso definir os objetivos que se quer atingir com o marketing de conteúdo. A meta é ter mais acessos no blog? Ou mais seguidores nas redes sociais? Tudo isso com um objetivo final de aumentar as vendas e engajamento com o público. 

Escolha dos canais

Também é preciso planejar os canais que serão utilizados para criar esse conteúdo. Para isso, é necessário saber onde o público-alvo da empresa ou marca está mais presente. Assim, é possível escolher se serão criados conteúdos no Instagram, em um blog da marca, no Youtube, etc. E, claro, é possível mesclar os canais, para tentar atingir o maior número possível de usuários. 

Pesquisa 

A pesquisa faz parte de qualquer processo. Seja para abrir uma loja, criar conteúdo ou comprar algum produto. É feita para entender a concorrência, tipo de conteúdo e preços. 

No caso do marketing de conteúdo, a pesquisa é focada nos temas que o público-alvo está mais interessado. É preciso buscar entender o que os concorrentes do segmento andam fazendo, o que dá certo e o que não dá, o que engaja mais, como é possível adaptar para o seu conteúdo e os interesses dos usuários dentro do segmento da sua marca. 

Ao entender o que o público-alvo está procurando, é possível criar um conteúdo de qualidade, que atinja o alvo esperado. 

Definição do conteúdo

Depois de realizar a pesquisa dos temas, é o momento de definir qual será o conteúdo criado e seus formatos. 

Se uma empresa atua no ramo de alimentos e percebe que as pessoas estão pesquisando bastante sobre bolos, é possível escolher fazer vídeos ou e-books com várias receitas. Tudo vai depender do público-alvo e sua preferência. 

Criação do conteúdo

A criação do conteúdo é o momento em que a criatividade deve correr solta. Com o tema e formato definido, é a hora de criar o melhor conteúdo, pensando no público final, para que eles se identifiquem. 

Divulgação

A divulgação é um ponto muito importante, pois é a partir dela que o conteúdo poderá atingir mais pessoas. Obviamente, há o alcance orgânico, que acontece com os seguidores e pessoas que veem o conteúdo por um compartilhamento de outras, mas para atingir ainda mais gente, pode-se investir em anúncios. 

Os anúncios são ótimos meios para alcançar o público-alvo que ainda não conhece a marca. Nas plataformas de criação, é possível segmentar bastante, para não jogar dinheiro fora veiculando um anúncio que atinja as pessoas erradas. 

Avaliação e manutenção

Depois dos conteúdos postados, é o momento de avaliar quais deram certo e quais não. O que engajou mais? Com qual público demonstrou mais interesse? Qual conteúdo foi bom, mas poderia ter sido feito em outro formato?

Todos os canais possuem dados próprios, nos quais é possível analisar o desempenho dos conteúdos. Utilizar esses dados a seu favor é o que fará diferença no crescimento da marca ou empresa. 

Depois de analisar os dados, é a hora de replanejar. Decidir quais formatos serão mantidos, o que será trocado, o que pode melhorar, etc. No marketing de conteúdo, sempre é possível melhorar e se atualizar. 

Marketing de conteúdo: exemplos 

Com um mundo já bastante voltado para o online, as empresas vão investindo cada vez mais em ferramentas de marketing digital e algumas delas conseguem se destacar. Confira abaixo alguns exemplos de empresas que fazem um bom marketing de conteúdo:

Nubank

A Nubank é uma startup brasileira do segmento de serviços financeiros, é a 4ª maior empresa brasileira de capital aberto. Em suas redes, a marca se posiciona como um banco não tradicional, que nasceu para acabar com a burocracia. 

Seu posicionamento nas redes sociais é mais leve, sem toda a seriedade que muitas empresas adotam. No Twitter, a marca faz piadas, se utiliza de memes, e usa também assuntos do momento. 

Em relação ao marketing de conteúdo, possui uma newsletter com conteúdo exclusivo sobre finanças para quem assina e também possui um blog, onde cria conteúdos sobre o mundo financeiro. 

Os conteúdos também abrangem tutoriais de como declarar imposto de renda, informações sobre golpes relacionados a pagamentos, investimentos, etc. 

Nestlé

A Nestlé é outra marca que utiliza o marketing de conteúdo como estratégia para conquistar seu público-alvo. 

Em seu site, há diversos tipos de conteúdo como receitas que podem ser feitas com seus produtos, quizzes como ‘Que folia combina com você?’ e ‘Qual elemento combina com a sua força feminina?’, junto com o resultado, é indicado também um produto da marca. Há também aulas de culinária, um blog sobre comida e alimentação, e materiais ricos como e-books de receitas. 

Michelin

A Michelin foi a primeira empresa a utilizar o marketing de conteúdo, muito antes do conceito ser definido. Por isso, virou um exemplo de marketing de conteúdo para empresas.

Em 1900, a empresa criou o Guia Michelin, onde indicava hotéis e restaurantes para que os viajantes conhecessem. O objetivo é que essas viagens fossem feitas de carro e, consequentemente, houvesse um gasto maior com pneus, que é o produto principal da marca. 

Hoje em dia, o Guia Michelin é considerado o guia mais respeitado do mundo e utiliza um sistema de classificação para recomendar restaurantes e hotéis. Ganhar pelo menos uma estrela Michelin é o sonho de muitos chefes de cozinha pelo mundo. 

Marketing de conteúdo para todos os portes

O mais interessante de hoje é que empresas de todos os portes se valem do marketing de conteúdo. Para se ter uma ideia, no final de 2016, 67% das empresas previam um aumento de investimentos em seu marketing de conteúdo para 2017. E esse aumento no setor já tinha sido de 50% de 2015 para 2016.

Para isso, muitas empresas grandes têm blogs, quer exemplos? A gigante e multinacional Avon, do ramo de beleza, tem um blog para falar mais de perto com seus consumidores.

Ou a Natura, do mesmo setor, que também criou um blog para falar mais pertinho com suas consultoras com temas como promoções, lançamentos, responsabilidade social, dicas de negócios, entre outros temas. 

E assim faz Red Bull, Magazine Luiza, McDonald 's, Walmart, enfim... muitas outras.

E se as grandes corporações não ficaram de fora de uma estratégia que dá certo, por que as pequenas e médias não deveriam aproveitá-la?

Quer ver? Uma empresa que tem um blog e faz mais de 13 postagens no mês pode ter a sua visualização aumentada em 4,2 vezes e obter 5 vezes mais leads, além disso, geram o dobro de tráfego em seus sites.

Além disso, o marketing de conteúdo ajuda também a reduzir o seu custo com aquisição de clientes. Quer um motivo mais atraente para investir nesta estratégia?

Mas é preciso ser especialista no que faz, precisa cuidar do seu produto, fazer conteúdo atraente, com boas imagens e bom texto, perguntar o que seu público quer saber e conhecer suas expectativas, além de incentivar os comentários.

Tenha certeza de que assim estará muito mais próximo dele.

Por isso, independentemente de quais táticas que você use, o marketing de conteúdo deverá ser uma delas.

4 comments on “O que é marketing de conteúdo e por que você precisa fazer”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba
novidades

Endereço

Hyde Park
Av. Cassiano Ricardo, 401 – sala 703 | Jardim Aquarius
São José dos Campos - SP

GS2 Marketing Digital +55 (12) 99660-9367

2022- todos os direitos reservados 
menuchevron-down linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram